Em quais locais da obra é preciso ter mais cuidado com a umidade?

As infiltrações de água são as causas mais frequentes da deterioração das pinturas, causando na maioria das vezes descascamentos, desplacamentos, bolhas e outros inconvenientes. Antes de iniciar qualquer pintura, elimine completamente todos os focos de umidade. Veja abaixo dicas de pontos críticos que devem ser observados:

1. No andar térreo as áreas próximas do rodapé, normalmente a 30 ou 40 cm acima do solo, devido a possível infiltração de água pelos alicerces (baldrames). Esta infiltração ocorre e por falta de impermeabilização, ou por sua má execução ou ainda pelo seu desgaste natural. Também pode ser resultante de umidade retida proveniente de chuva ou execução da obra.

2. Muros, por falta de proteção no topo, onde ocorre grande penetração de água das chuvas ou pintura de apenas um lado deste muro, deixando o outro exposto à penetração de água. Observa-se também em muros de arrimo devido à falta ou falha de impermeabilização na face em contato direto com a terra.

3. Tetos em geral, quando a moradia não possui telhado, deixando a laje exposta ao tempo sem impermeabilização ou devido ao seu desgaste. Pode-se notar também o problema devido ao entupimento de calhas, causando transbordamento de água das chuvas encharcando a laje.

4. Telhados e tubulações: infiltrações e vazamentos de água, em pontos isolados.

5. Jardineiras, quando a impermeabilização interna inexiste ou não foi devidamente executada com produtos adequados ou encontra-se desgastada.

6. Áreas de banheiros e cozinhas: rejuntes de azulejos, pisos e rodapés, consequência do desgaste da argamassa do rejunte, devido ao contato direto com água ou umidade.

7. Esquadrias de janelas e portas: onde não existe calafetação ou houve seu desgaste.

8. Importante: caso necessário, recomenda-se contatar uma empresa especializada em impermeabilizações para que seja feito um diagnóstico preciso, bem como a adequada correção.

Nenhum comentário :